Comida de praia: o perigo que compromete a boa forma e a saúde

Cair em tentação em meio ao mar e ao sol é comum durante as férias
Férias de verão na praia são sinônimo de diversão e comilança desregrada. Mais do banho de mar e sol, o local reserva também algumas armadilhas que comprometem não só a silhueta esbelta conquistada depois de muito trabalho, mas também a boa saúde.

Sem hora para nada, inclusive para comer, fica fácil perder a conta do que a gente ingeriu. Sem contar que, na praia, os riscos de intoxicação alimentar são grandes. 

Por isso, a principal dica é deixar a vergonha de lado e levar de casa os alimentos que você irá consumir. Prefira frutas picadas com suco de laranja para evitar que escureçam, sanduíche naturais, barrinhas de cereais e cookies integrais. Acondicione tudo numa lancheira térmica ou em uma caixa de isopor.

Para se hidratar, suco natural, água coco, isotônico e bastante água são as melhores pedidas. Vale até lançar mão de picolé de fruta. A idéia é repor água e os sais minerais perdidos com a transpiração.

Na hora de consumir alguma coisa comprada em quiosques ou barraquinhas, atenção redobrada! Verifique as condições de higiene do local e dos atendentes. Evite comprar maionese, molhos e carne nesses locais, pois esses alimentos podem esconder a salmonela, um micro-organismo que pode causar diarréia, vômito, desidratação e até levar à morte.

Comidas pesadas e gordurosas, frituras, queijos e presunto também não combinam com praia, por dificultarem a digestão. Já os camarão e os frutos do mar costumam causar intoxicações.

Cuidado também com o consumo de bebidas alcoólicas, que podem ocasionar desidratação, pois aumentam as idas ao banheiro, o que faz com que a gente perca água e nutrientes importantes.

Bombas calóricas

Você sabia um copo de batida de frutas com leite condensado, uma porção de bolinho de bacalhau, uma caipirinha e uma porção de lula à milanesa escondem juntos mais de 2 mil calorias, praticamente a média diária recomendada para um adulto?

Então, olho no que você come! E faça trocas inteligentes! Basta tirar a manteiga do milho, a fritura do peixe, o leite condensado da batida e por aí vai.

Confira quantas calorias possuem alguns alimentos vendidos nas praias:

Açaí com 1 banana e 1 colher de sopa de granola (1 tigela) - 355 kcal
Água de coco (1 copo de 200ml) - 44 kcal
Batata frita (1 porção pequena) - 420 kcal
Batida de frutas com leite condensado (1 copo de 200ml) - 505 kcal
Biscoito de polvilho (1 pacote) - 360 kcal
Bolinho de bacalhau (porção de 100g) - 480 kcal
Cachorro-quente com mostarda, ketchup e maionese - 610 kcal
Caipirinha (1 copo de 200ml) - 300 kcal
Caldo de cana (1 copo de 200ml) - 200 kcal
Camarão frito (porção com 5 unidades médias) - 115 kcal
Casquinha de siri - 210 kcal
Cerveja (1 lata) - 155 kcal
Churro com doce de leite - 320 kcal
Cocada branca - 140 kcal
Esfirra aberta de carne - 205 kcal
Espetinho de queijo coalho - 200 kcal
Isca de peixe frito (porção de 100g) - 394 kcal
Lula à milanesa (porção com 5 unidades) - 730 kcal
Milho verde cozido com manteiga - 200 kcal
Ostra (porção de 100g) - 81 kcal
Picolé de frutas - 60 kcal
Raspadinha (1 copo de 200ml) - 150 kcal
Sanduíche natural de peru - 260 kcal
 
Texto: Vanessa Cusumano