Construindo sua mini-horta

Floreiras e vasos acomodam muito bem ervas e temperos
Você pode ter tudo bem ao alcance das suas mãos, dos seus olhos e do seu paladar: pimenta, alecrim, alface, salsa... E nem é preciso ter um grande quintal em casa!

Bastam algumas mudinhas, uma floreira bonita ou um vaso charmoso, um pouco de terra e vontade!

Espaço? Nem tanto. Se você mora em apartamento, por exemplo, aproveite a varanda ou um cantinho ensolarado da cozinha para fazer sua pequena horta.

Vá até uma loja especializada em jardinagem e se prepare! Você vai encontrar muita coisa legal por lá. Mas tenha cautela! Escolha os materiais básicos e umas três ou quatro mudas para começar, dependendo do tamanho do vaso.

Mãos à terra?

Você pode usar um vaso, uma lata charmosa ou uma floreira, desde que o recipiente tenha pelo menos 20 cm de profundidade. Caso ele tenha buracos para drenar a água (o que é preferível), coloque uma pequena tela de material plástico no furo e prenda com arame. Isso evita que o conteúdo do vaso escape.

Agora coloque uma camada de argila expandida no fundo e cubra com um pedaço de manta de bidim. Por cima, coloque bastante substrato e vá acomodando as mudas, lembrando de deixar espaços entre elas (cerca de 20 cm de diâmetro). Após o plantio, regue sua horta.

Boas dicas para quem está começando são: manjericão, salsa crespa, camomila, tomilho, alecrim, rúcula, erva-doce, sálvia, guaco e alface lisa, que pode ser colhida bem novinha.

Coloque sua jardineira em um local que pegue o sol da manhã e onde não bata muito vento. Regue sua mini-horta todos os dias pela manhã, mas lembre-se: a terra tem que estar úmida e nunca encharcada. Se a planta crescer e avançar muito sobre a vizinha, faça uma poda.

Colha apenas aquilo que for usar e quando for usar. Na hora de colher, use uma tesoura bem afiada e corte a planta cuidadosamente, evitando os brotos. Uma dica importante é deixar as luvas sempre de lado ao cuidar da sua horta e colocar as mãos na terra para sentir as boas energias da natureza.

Fique de olho

• Opte por plantas de pequeno porte.

• Evite plantar em recipientes de plástico.

• Adube sua horta uma vez por mês com adubo orgânico.

• Tenha o hábito de verificar as folhas em busca de insetos e fungos, que devem ser retirados manualmente ou com inseticida natural.

• Existe apenas uma erva que não pode ser plantada junto com outras: a hortelã, pois a raiz dela se espalha muito e compromete as demais.

• Certifique-se de você terá de 5 a 10 minutos disponíveis diariamente para cuidar da sua mini-horta.

• Inclua ervas aromáticas na sua pequena horta, pois elas são uma boa estratégia para repelir pragas.

• Você pode usar pedriscos ou cascalhos no lugar da argila expandida.

Glossário da horta

Argila expandida: pedrinhas que ajudam a fazer a drenagem da água
Manta de bidim: cobertura que ajuda a manter a umidade
Substrato: composto fértil de terra com matéria orgânica

Texto: Vanessa Cusumano