Mostrando postagens com marcador Alimentação. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Alimentação. Mostrar todas as postagens

Nutrientes essenciais para as mulheres

A qualidade dos alimentos é o principal ingrediente para a boa saúde
Você come bem? E não estamos falando em quantidade, mas em qualidade! Saiba que muitas substâncias importantes à saúde andam em falta nos pratos das brasileiras e isso pode resultar em problemas futuros.

Para não ser obrigada a recorrer à reeducação e à suplementação alimentares mais tarde, confira agora que nutrientes são estes, que papel desempenham e onde você pode encontrá-los.

Vitamina A
Para que serve: mantém a boa visão e o correto funcionamento do sistema imunológico
Onde encontrar: verduras, frutas e legumes alaranjados e vegetais verdes

Vitamina C
Para que serve: desintoxica o corpo, diminui inflamações e fortalece o sistema imunológico
Onde encontrar: limão, acerola, abacaxi, laranja, pimentão e goiaba

Vitamina D
Para que serve: regula a pressão arterial, ajuda no desenvolvimento ósseo e atua no sistema nervoso
Onde encontrar: gema de ovo, sardinha e salmão

Vitamina E
Para que serve: aumenta a resistência imunológica, regenera tecidos, elimina radicais livres e melhora a circulação sangüínea
Onde encontrar: amêndoas, castanhas, nozes e óleos vegetais

Vitamina K
Para que serve: ajuda na coagulação do sangue, previne fraturas e contribui para a formação dos ossos
Onde encontrar: folhas verdes de cor escura e óleos vegetais

Cálcio
Para que serve: fortalece os ossos
Onde encontrar: leite e seus derivados

Fósforo
Para que serve: ajuda na formação de músculos, tecidos, células e ossos
Onde encontrar: carnes, leite e derivados

Magnésio
Para que serve: atua sobre os neurônios e previne doenças no sistema nervoso
Onde encontrar: alimentos de origem animal e vegetal

Potássio
Para que serve: atua nos músculos, no sistema nervoso e nos batimentos cardíacos
Onde encontrar: laranja, tomate, banana e batata
 
Texto: Vanessa Cusumano


Hábitos saudáveis e xô gastrite!

Alimentar-se corretamente é a melhor prevenção contra a gastrite
Mudar o que você come e o modo de comer é fundamental para controlar e evitar a gastrite, que nada mais é do que uma inflamação na mucosa do estômago que causa dores, queimação e enjôo.

A vida agitada das grandes cidades, claro, não perdoa. Mas, ainda assim, é possível seguir algumas dicas. Porém, fique de olhos abertos: consulte um gastroenterologista ao menor sinal de alerta.

Fique de olho

Procure não beber durante as refeições
Mastigue muito bem os alimentos
Não fique sem comer por mais de três horas
Coma pouco várias vezes ao dia
Não se deite logo depois das refeições

Evite

• Bebidas alcoólicas e refrigerantes
• Frituras e gorduras
• Automedicação
• Cigarro
• Alimentos em conserva, enlatados e embutidos
• Doces concentrados (goiabada, marmelada, compotas e geléia)
• Frutas ácidas (limão, abacaxi, laranja e morango)
• Temperos e molhos industrializados (catchup, molho inglês, caldos em tablete e picles)

Prefira

• Verduras e legumes cozidos
• Queijos brancos e frescos
• Chá de melissa, erva-cidreira, erva-doce e camomila
• Carnes magras cozidas, assadas ou grelhadas
• Bolachas sem recheio e água e sal
• Batata, mandioquinha e mandioca cozidas
• Arroz
• Ovo cozido
• Sopas sem gordura
• Frutas (exceto as ácidas)

Texto: Vanessa Cusumano


Frutas secas: doce energia

As frutas desidratadas devem ser consumidas ao longo de todo o ano
Impossível resistir às frutas secas, especialmente nesta época do ano. Elas estão mais presentes na ceia de Natal do que o Papai Noel. Seja como decoração, aperitivo ou incluída nas preparações, a frutinha desidratada é uma ótima pedida para repor a energia de forma rápida e saudável. Contudo, aposte nela ao longo de todo o ano também.

Ameixa, tâmaras, uva, banana, damasco e companhia fornecem vitaminas, minerais e fibras e não devem ser lembradas apenas no final de ano, pois são excelentes opções para os praticantes de atividades físicas.

Comer uma pequena porção de uva-passa, por exemplo, após o treino, repõe em segundos a energia perdida durante o esforço. Além disso, como são fontes de carboidratos, evitam a hipoglicemia.
 
As frutas secas também caem bem entre as refeições, na hora do lanche, uma vez que são práticas porque não requerem refrigeração e podem ser levadas de um lado ao outro com facilidade.

Porém, aqui vão três alertas:

1. Após a desidratação da fruta, é adicionado açúcar para a conservação. Deste modo, ela se torna mais calórica do que sua versão in natura. Fique atenta: como as frutas secas são leves, não fica difícil extrapolar o consumo e, com isso, ganhar uns quilinhos. Consuma com moderação, portanto.

2. Não deixe de mastigar a fruta seca muito bem para que a salivação acelere a reidratação da fruta, finalizada no estômago.

3. Aumente o consumo de água quando comer frutas secas, pois elas contêm fibras, que necessitam do líquido para atuarem de forma benéfica.

Se você deseja emagrecer, aproveite para substituir os doces elaborados pelas frutas secas. Assim, você consome menos calorias e ingere vitaminas e fibras. Mas não exagere, pois já vimos que as frutinhas possuem açúcar.

E fica a dica: não deixe de consumir frutas frescas, pois elas contêm mais água e menos açúcar em comparação com as desidratadas. De fato, a fruta se torna seca com a retirada de parte da água contida na fase madura. Isso acontece por meio da exposição ao sol ou pela ação de estufas.

É aí que a adição de açúcar se faz presente, pois ele atua como conservante da fruta desidratada, cujo prazo de validade pode chegar a um ano. Após estes processos, o sabor fica mais acentuado - em função da alta concentração de nutrientes - e a fruta ganha mais calorias (aproximadamente o dobro).

O que a fruta seca oferece

Ameixa seca - fibras, cálcio, potássio e vitamina A
Banana-passa - potássio e vitamina A
Damasco seco - fibras, vitamina A e carboidratos
Figo seco - cálcio e potássio
Maçã seca - potássio
Tâmara seca - fósforo
Uva-passa - fibras e potássio

Texto: Vanessa Cusumano


Salada à vontade?

Saladas coloridas e com pouca gordura são a melhor pedida 
Você acredita que pode comer salada à vontade sem se preocupar com a balança ou com o colesterol? Bem, se você pensa assim, está na hora de aprender algumas coisinhas em relação ao saboroso e colorido mundo das saladas.

Embora sejam necessárias para uma boa alimentação, normalmente elas são regadas com muito azeite, recebem queijos e levam creme de leite no molho. Portanto, podem ser bem calóricas e ricas em gorduras.

Saiba que ao combinar azeite e alimentos menos calóricos, como as hortaliças, o teor de gordura do prato sobe. Nem tudo está perdido, no entanto, uma vez que isso não significa que a salada se torna prejudicial à saúde. Vale lembrar que o azeite faz parte da turma de gorduras benéficas, mas deve ser consumido com moderação, pois não deixa de ser rico em calorias.

Algumas outras dicas podem te ajudar na hora do preparo. Veja!

Cores

Procure caprichar na mistura de ingredientes. Coma com os olhos! Quanto mais colorida for a sua salada, mais benefícios para você. Use diversos tipos de folhas de uma só vez. Experimente em uma mesma salada: alface, agrião, acelga, rúcula, almeirão e radichio. Vale misturar diferentes tipos de alface também, como a crespa, a lisa, a americana e a roxa. Enriqueça o prato com lentilha ou feijão e soja cozidos. Inclua legumes: cenoura, batata, beterraba, berinjela e abobrinha.

Temperos

Existe uma máxima que diz: “Quem não gosta de salada é porque ainda não experimentou um bom tempero.” De fato, a combinação correta deixa o prato delicioso. Lance mão de azeite (com moderação), vinagre de vinho tinto ou branco, vinagre balsâmico, suco de limão e molhos à base de iogurte. Abuse ainda de ervas como endro, coentro, manjericão, mostarda, hortelã, salsinha e erva-doce. Para quem não quer ter trabalho, a dica é procurar temperos prontos de baixo valor calórico, à venda nos supermercados. Outra opção é recorrer ao simples limão com sal. Mas atenção: só tempere a salada na hora de servir.

Fique de olho

• Muita gente pensa que a Caesar´s Salad é inofensiva, porém, ela leva croutons assados banhados em azeite, queijo parmesão e aliche, todos ricos em gorduras.

• Carpaccio também possui bastante azeite e, no geral, leva queijo parmesão. Gorduras a vista.

• Fatuche a Tabule são menos calóricos por levarem hortaliças, poucos carboidratos e azeite frio.

• A Salada Alemã é umas das mais calóricas, mas seu teor de gordura não é tão alto em função da quantidade de carboidratos (batata).

• A Caprese possui basicamente tomate e muçarela de búfala. Uma salada inocente, portanto, certo? Errado. Ela é sempre regada com muito azeite. Mesmo rica em gordura polinsaturada, ela engorda se consumida em excesso.

• Para ousar, acrescente frutas à salada: abacaxi, maçã, manga e o que mais sua imaginação mandar. O gosto da mistura surpreende.

• Pensando em preparar uma salada que vale como prato principal? Além das folhas, acrescente proteína (algum tipo de carne) e carboidrato (batata). A combinação garante todos os nutrientes contidos numa refeição.

Aprenda a preparar uma saborosa salada de folhas

Ingredientes

- 2 pés de escarola
- 1 maço de agrião
- 1 pé de alface (roxa ou frisée)
- 3 colheres (sopa) de azeite
- 1 colher (sopa) de vinagre de vinho tinto
- sal e pimenta-do-reino moída na hora

Preparo

Lave e enxágüe a escarola, a alface e o agrião. Coloque o vinagre de vinho tinto numa vasilha grande com o azeite, o sal e uma pitada de pimenta. Rasgue as folhas da escarola e da alface e coloque-as na vasilha, sobre o molho. Adicione o agrião. Misture a salada na hora de servir.


Texto: Vanessa Cusumano


Água aromatizada: um mix de experiências

Ervas, frutas e água formam uma combinação refrescante e super bonita
Uma excelente alternativa para quem se preocupa com a hidratação em dias quentes é a ingestão de água aromatizada.

Repleta de sabores, cores e aromas, ela também é uma boa opção para quem não tem o hábito de tomar água ao longo do dia, com a vantagem de se poder desfrutar das propriedades medicinais de cada erva ou fruta usada no preparo.

Laranja, cravo, gengibre, erva cidreira, carambola, hortelã, morango, pitanga, alecrim, canela em pau, limão, anis-estrelado... Não há limites para a criatividade. Tudo depende do gosto de cada um. Basta se deixar levar para preparar uma deliciosa combinação.


Preparo

Para cada litro de água mineral, use duas colheres (sopa) de ervas ou frutas secas. Na mesma quantidade do líquido devem ser acrescentadas quatro colheres (sopa) de frutas e ervas naturais. A mistura deve ser guardada num recipiente coberto de plástico ou vidro e mantida na geladeira por, no mínimo, duas horas antes do consumo.

Dicas

• Use limões e laranjas em metades, quartos ou rodelas para deixar o visual bonito. Faça espirais com as cascas.

• Espete cravos no limão ou na laranja e misture ervas ou gengibre com especiarias.

• Galhos de ervas (alecrim, manjericão, sálvia) embelezam e aromatizam a água.

• Boas combinações: laranja e cravo, erva cidreira e carambola, hortelã e morango.

Pétalas de rosa próprias para o consumo com um pouquinho de água de rosas (encontrada em lojas de produtos árabes) garantem requinte.

• Além da água, você pode aromatizar cubos de gelo com ervas.

• Abuse de recipientes transparentes para deixar a decoração da mesa ou do aparador mais bonita.

Texto: Vanessa Cusumano


10 motivos para você beber suco de uva

O consumo diário do suco da uva traz inúmeros benefícios à saúde
Estudos recentes mostram que o suco de uva pode ser extremamente benéfico à saúde, pois é uma forma rápida e saborosa de suprir o corpo com energia e equilibrar o organismo.

Os pesquisadores recomendam a ingestão de um copo (150 ml) no almoço e outro no jantar.

Confira 10 motivos para você se deliciar!

1. O suco de uva contém polifenóis, essenciais para melhorar a qualidade de vida e minimizar as doenças do envelhecimento, aumentando a longevidade.

2. É eficaz contra a hipertensão porque possui resveratrol, uma substância natural produzido pela videira para proteger os frutos.

3. Ajuda a restabelecer o equilíbrio ácido-alcalino do organismo, necessário para o fornecimento de energia.

4. É um ótimo alimento para períodos de fadiga, anemia ou convalescença.

5. Purifica o sangue, tem ação laxativa suave e efeito depurativo, por estes motivos, pode ser usado em dietas de desintoxicação.

6. O açúcar natural do suco, composto por glicose e frutose, é assimilado pelo organismo sem esforço dos órgãos digestivos.

7. É indicado às pessoas intoxicadas pelo consumo excessivo de carne, porque combate a acidez sangüínea.

8. Possui efeito benéfico contra a ação dos radicais livres e ajuda na redução do mau colesterol.

9. É estimulante digestivo, acelera o metabolismo e elimina o ácido úrico do organismo.

10. O consumo diário reduz o risco de doenças arteriais, que levam ao infarto, e melhora a função celular nos vasos sangüíneos, ajudando na prevenção da arteriosclerose. 
 
Texto: Vanessa Cusumano


Que beleza de fruta

As frutas são grandes aliadas para manter pele e cabelo bonitos

Você já deu uma olhada na sua fruteira hoje? Pois saiba que ela pode ser sua aliada! Como? Simples: consuma frutas e fique mais bonita e saudável!

Saiba que cada uma delas tem propriedades específicas que podem ajudar, e muito, a manter a beleza da pele e dos cabelos, e a purificar o organismo. Tudo porque elas são riquíssimas em vitaminas, sais minerais e água.

Sem contar a presença das fibras, que auxiliam no funcionamento digestivo e deixam a pele mais luminosa.

Vale tudo: consumir as frutas frescas ou sob a forma de suco, usá-las em máscaras caseiras ou aproveitar os cosméticos que as contenham na fórmula, por exemplo. No entanto, tenha em mente que elas não fazem milagres. Uma fruta não resolve o problema de quem tem a pele envelhecida, mas ajuda. E cá entre nós, uma dieta mais saudável é bem melhor para o corpo.


Cuidados

• Prefira frutas da época, frescas, brilhantes e bonitas, sem partes escuras ou amassadas.

• Não se esqueça de lavar muito bem as frutas antes de consumi-las ou usá-las em preparações.

• Na hora de comprar algum produto à base de fruta, lembre-se de olhar a data de vencimento.

• Laranja e limão perdem a vitamina C se forem consumidos muito tempo depois de abertos.

• A maçã escurece se não for ingerida ou usada na hora em que for cortada.

Saiba o que cada fruta pode fazer por você


A

Abacate: rico em gordura e óleos naturais, combate o ressecamento dos cabelos, conferindo maleabilidade aos fios. Combate perturbações digestivas, prisão de ventre, afecções dos rins e do fígado.

Abacaxi: favorece a digestão e purifica o organismo.

Ameixa: facilita o funcionamento do intestino.

Amêndoa:
contém ácido oléico e proteínas, é emoliente e proporciona maciez, prevenindo estrias, rachaduras e escamações.


B

Banana: é rica em potássio e, portanto, é um ótimo alimento para quem pratica exercícios físicos.


C

Cereja: é fonte de ferro, magnésio, potássio, silício e provitamina A.

Coco: hidratante, nutritivo, adstringente e tonificante.

Cupuaçu: a manteiga de cupuaçu proporciona maciez e brilho aos cabelos e é indicada para cabelos muito crespos ou cacheados pelo seu alto poder hidratante. Ajuda também a diminuir a eletricidade estática dos fios.


D

Damasco: contém magnésio e potássio, dois minerais que dão energia, força e resistência. Possui ferro, para a produção de sangue, e silício, para beleza da pele e dos cabelos. A alta concentração de betacaroteno é sua qualidade mais importante.


F

Framboesa: tonificante, revigorante e desintoxicante.


J

Jabuticaba: possui substâncias que ajudam na hidratação e no rejuvenescimento. É rica em vitamina C, ferro, cálcio e fósforo.


K

Karitê: a manteiga de karité é um poderoso umectante que equilibra a oleosidade natural dos fios, sem engordurar. Contém nutrientes essenciais que revigoram a estrutura capilar. Combate o ressecamento por meio de uma hidratação profunda, dando leveza e maciez aos cabelos.

Kiwi: é rico em vitamina C, contém potássio, magnésio e cálcio. Ajuda nos tratamentos contra tensão, depressão e desordens digestivas.


L

Laranja: rica em vitamina C, é energizante e previne infecções.

Limão: por ter muita vitamina C, favorece a circulação, a cura de resfriados e faz bem para o estômago.


M

Maçã: possui alto valor em vitaminas do complexo B, C e E, potássio e fibras. Tem ação benéfica e protetora em toda a mucosa digestiva. É capaz de vencer todos os desarranjos do aparelho digestivo. Ajuda a regular o sistema nervoso, o crescimento, evita problemas de pele e previne a fadiga mental. Pode, ainda, diminuir a taxa de colesterol no sangue e ajudar no tratamento de reumatismo, gota e artrite.

Macadâmia: é a noz conhecida mais rica em óleo. Tem poder hidrante e ajuda a equilibrar os níveis de colesterol.

Mamão: facilita o funcionamento do intestino, é diurético, tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações e aliviar as dores. É refrescante.

Manga: purifica o sangue e é boa para a pele. Ajuda no tratamento contra a acne.

Maracujá: rico em vitamina C e vitaminas do complexo B (B2 e B5), contém ferro, cálcio e fósforo. Dá resistência aos vasos sanguíneos, evita a fragilidade dos ossos e a má formação dos dentes, age contra infecções e ajuda a cicatrizar os ferimentos. Evita problemas de pele, do aparelho digestivo e do sistema nervoso, além de ajudar no crescimento e evitar a queda dos cabelos. Funciona como um suave calmante. As sementes são vermífugas.

Melão: com muita vitamina A, é bom para a pele e tem alto poder nutritivo. É energizante, tonificante e diurético.

Morango: possui muita vitamina C, betacaroteno (provitamina A), cálcio, fósforo, ferro, sódio, potássio, silício e, em menor quantidade, vitaminas A e B. Além de estimular os processos de absorção do organismo, o morango aumenta a resistência às infecções e tem ação anticancerígena.


P

Pêssego: é fonte de fósforo, magnésio, manganês, cobre, iodo e ferro. É também rico em fibras, carboidratos e vitaminas A, C e do complexo B. É recomendado para manter o bom funcionamento do intestino, combater ao reumatismo e para evitar problemas de pele e do sistema nervoso.

Pêra: tem muita vitamina B1, que contribui para a saúde do coração e para um alto nível de energia. É rica em vitamina B2, B3 e em ácido fólico, que contribuem para a saúde cardiovascular, para o equilíbrio da pressão sangüínea e para o vigor físico. Possui vitamina C e sais minerais, como fósforo, potássio e cálcio.


T

Tangerina: apresenta alto teor de vitamina C e vitaminas do complexo B, além de betacaroteno (provitamina A) e fibras. É indicada como diurética, calmante, antiparasítica. Além disso, quando ingerida com o bagaço, facilita a formação de resíduos que melhoram o funcionamento do intestino.


U

Uva: ajuda a combater a anemia e a fadiga. Previne o câncer e reduz o nível de colesterol no sangue. Também ajuda a limpar e a regenerar o organismo. Rica em potássio, um sal mineral que reforça as reservas alcalinas do corpo. Estimula o funcionamento dos rins e regula as batidas do coração. É fonte de ferro, que constrói a hemoglobina do sangue. Estimula os sucos digestivos, a ação intestinal, limpa o fígado e elimina o ácido úrico do organismo. Além disso, acalma o sistema nervoso.


Texto: Vanessa Cusumano